Sobre

Se você chegou até aqui deve estar querendo saber um pouco mais sobre essa pessoa que fala, fala, fala pra caramba com você no blog e nas redes sociais, né? Então deixa eu me apresentar...



Me chamo Alynne Albuquerque Wanderley, mas pra economizar tantos "Y e Ns" pode me chamar de Aly. Tenho 20 anos, nasci em 27/07/1995 e sou leonina, dessas bem características sabe? hahaha. Sou apaixonada por viagens, fotografia, maquiagem e me considero uma pessoa bastante criativa.

Sou Recifense (PE) e morei por lá até os meus 19 anos nas casas das minhas várias mães (mãe, madrinha e avós). No começo de 2015 me mudei para SP (saiba mais aqui) e atualmente moro um pouquinho em Santos e outro pouquinho em São Paulo, capital. 

#MagradeRuim de nascença haha (ou seria "ex-MagraDeRuim?") luto contra a balança para deixar de ter o "corpo-de-modelo-perfeito", segundo os padrões de beleza da sociedade. Meta? 55kg.

Curso Terapia Ocupacional na UNIFESP (vim transferida da UFPE) e pra ser bem sincera não sei muito o que falar sobre essa minha escolha. Conheci a T.O. na minha fase indecisa de pré-vestibular e nela achei a possibilidade de "não precisar escolher ainda". Ficou confuso né? eu sei. É que o campo de atuação da profissão é muito amplo, então eu não precisaria decidir naquele momento o que iria fazer "pro resto da minha vida" (afinal, quem sabe o que quer fazer pro resto da vida quando se tem 16 anos?). De uma coisa eu tinha certeza: queria ajudar as pessoas. E com o tempo, fui em apaixonando pela profissão e mais ainda por essa pluralidade em suas áreas de atuação.

Tá bonita, e cadê o Buteco para Garotas nisso?

Bom, o blog surgiu em 2011, como hobby e distração, e olha que tem bastaaaante coisa pra contar sobre esse início. haha Mas, para isso não virar um livro biográfico, deixa eu resumir:
  1. No começo eu não me identificava, atendia apenas pelo pseudônimo de "Dona Flor".
  2. O blog se chamava "modinhas teens" e servia apenas para criticar modas adolescentes, tipo relógios champion e pulseiras fio de telefone, sabe?
E acreditem: eu fui ganhando leitores com isso! E as pessoas começavam a querer mais assuntos, mais diversidade e a essência crítica foi se perdendo, dando espaço para o mundo das feminices que abordo no blog hoje em dia.

A-M-O o que faço! Mesmo não tendo nada haver com a minha escolha profissional, sou feliz e realizada com esse "hobby" que não é trabalho, mas dá muito trabalho. O BPG cada vez mais supera as expectativas daquela adolescente de 16 anos que nunca imaginaria que a "Dona Flor" chegaria até aqui. 

Blogueira, estudante, amiga, madrinha babona, filha, aventureira, criativa...Ufa, cansei vocês né? E olha que não falei nem ¼ do que poderia. Mas isso vocês vão descobrindo ao longo do tempo.


Um super beijo e tchaau :*

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Gostou do post? Deixe seu comentário! Sua opinião é muito importante para mim e para outros leitores. Críticas construtivas são bem vindas!
Todos os comentários são respondidos, caso deixe alguma pergunta nos comentários marque a caixinha "notifique-me" ou volte ao post para conferir.

*NÃO FAÇA SPAM! (Segue, sdv! Participe dos meus sorteios, etc...)
*Comentários e visitas são retribuídos aos finais de semana (exceto SPAM).